terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Serie 89

A serie 89 é uma das incógnitas fotográficas que cercam o probus, no caso da 8901 não há nenhum regiostro, da 8902 eu tenho uma foto que não sei de quem é o autor que foi retirada do Orkut, de um Amélia vindo do Rio de Janeiro.

A 8901 Santa Tereza Santo Antônio (hoje 9103 operada pela Autotrans) era de responsabilidade da Auto Viação Santo Agostinho, em todos os momentos os veículos da 8901 foram os melhores da empresa, provavelmente para concorrer com as empresas que operavam na região do Santo Antônio. Pelos meus regioistros a AVISA era dona da SC03

A 8902, Coração de Jesus Sagrada Família era de responsabilidade da Torres, ela só recebeu Volvos com a chegada dos Torino LN, em meados de 1992, até então eram carros massaricos* e em suma Caio, vale lembrar que os únicos Condor que a Torres teve foram os que chegaram com a compra das linhas da região do Goiânia da Auto Viação Pioneira.



* motor sem turbina ou intercooler, que geralmente eram mais complicados na subida, na década de 1990 esse termo também era usado para veículos a diesel sem embreagem a ar.


estamos de ferias até 01/03 e ai volto com os "r" boa semana

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Serie 80

Nessa serie temos algumas surpresas que não são mencionadas em algumas fotos postadas na web, as linhas 8001, 8002 e 8003 são uma caixinha de surpresas. As linhas 8001 e 8002, já pertenceram a Expresso Santa Luzia, essas linhas tinham os melhores carros da empresa e eram pilotadas somente pelos famosos “peixes” esses eram constantemente monitorados, (o mesmo acontece hoje nas linhas 4030 e 4195) e foi a única empresa do grupo em que as famosas Scanias112 Padron Uninorte chegaram novas as outras vieram já usadas depois de rodar nas linhas, a 5486 e a 5487 foram escaladas na 8001 e depois foram para a 8002, todas essas Scanias depois forma remanejadas para as linhas 5510 e 5512. Nessas linhas teve também O364, A,Elias de porta larga na traseira (Amélia I), o 5120, um Amélia famosíssimo ma 2234 A rodou primeiro na 8002, mas a empresa o repassou para a Luziense. Junto com o 5400 e 5401 (A418 e A419) alem dos curtos 5404 e 5405 (A421 e A422) alem do 5410 (depois A423. o melhor Amélia que o grupo já teve, vi ele a um ano parado na garagem da expresso pintado de azul).

Essas linhas passaram por modificações e hoje estão com a Viasul, mas uma curiosidade interessante é que tirando uns dois Ciferal Padron Rio, essa linha sempre teve Caio, tira se os monoblocos, depois os Citimax da Viasul, e em suma é só Caio.




domingo, 23 de janeiro de 2011

Serie 79

A serie 79 possui as linhas que eu mais gostava de ver no centro de BH, a 7901 Vera Cruz Conj. Estrela d´alva (atual 9206 Vera Cruz Buritis) pertence até os dias de hoje a Nova Suíça, sempre teve uma frota diversificada até a primeira década desse século, pois iniciou se o processo de cabritização das linhas em BH e hoje ela só tem Caio Apache, essa linha já teve Mafersa, Scania e muitos Thamco águia e Scorpion, todos MBB, do veiculo que mais me recordo é o Ciferal que desenhei abaixo, vê se que ele era lindo, um carro de primeira qualidade. Das fotos que se tem, vemos Thamco águia. Amélia e Torino G3, esses carros realmente são lindos.

A 7902 por sua vez, era de responsabilidade da Viação Méier até a fase de licitação, onde ela passou para a viação torres, a 7902 Taqua
ril, Conj. Santa Maria (hoje 9208) na época da Méier tinha Volvo, Mafersa e grandes carros, a única foto que se tem noticia está nesse blog, de um Thamco Águia lindo por sinal. A Torres ainda manteve um padrão de qualidade Volvo na linha por um bom tempo, mas hoje só se tem Mascarello cabritas e ainda por cima Volks , quem me dera ser ainda como nos tempos do Probus, onde ali se tinha uma das melhores frotas de BH.



sábado, 22 de janeiro de 2011

Serie 68

As linhas com o numero inicial 68 foram muito tradicionais na região de BH, ligavam as regiões mais antigas as mais movimentadas. A 6801 sempre foi tradicional e dotada de grandes máquinas, desde os primeiros tempos ela tinha uma frota impecável e foi uma vitima do processo de licitação de 1998, essa linha tinha muitos Busscar e Caio.

Há um conflito de informações no que se refere a 6802, o itinerário bate, mas alguns dizem que essa linha pertenceu à viação Brasília e outros que ela pertenceu a Soares Andrade, tenho minhas duvidas de que tenha pertencido ao Clésio por isso optei por coloca la na viação Brasília.

A 6803 pertenceu a Viação Santa Tereza, hoje detém o numero 9210 e ainda permanece na mesma empresa que agora pertence a Autotrans (grupo Saritur), essa linha tinha lindos Busscar Urbanus I OF 1115 e 1315, sem conta giros e com turbinas adaptadas, era um luxo, o 5824 ainda está em atividade em Itabirinha MG e tem uma foto dele no fotolog do Walisson, ônibus Ex BH. E ainda é um maquinão.





sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Serie 60

Essa postagem é muito especial pra mim, a linha 6001 Gameleira Serra (atual 2102) era de responsabilidade da Viação Carmo Sion, que infelizmente não opera mais, era uma empresa que sempre trouxe novidades para o transporte de BH, ela passava na porta do Instituto São Rafael, colégio que freqüentei diariamente de 1992 a 2001, e presenciei o auge e a derrocada da linha, até chegar aos dias de hoje, uma linha saturada e cheia de cabritas eletrônicas. Esse O371 de acordo com o nosso amigo Robson foi o único da frota, da lembrança que tenho ele está até parecido.



A linha 6002 Prado Anchieta (atual 2103) era de responsabilidade da Viação Anchieta, nessa linha tivemos Mafersa, Comil, Busscar, Ciferal e Caio, muitos Caio, esse Vitória do Rio de Janeiro foi o único da frota, nessa linha tivemos também um Caio Amélia que foi o primeiro 7263, depois esse prefixo foi passado a um Ciferal Padron Rio, que era uma máquina, esse prefixo sempre deu sorte aos carros que o levavam.







quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Serie 59

Essa postagem é uma incógnita pra mim, pois a Viação Globo, ex viação Alterosa, é citada como uma empresa que emprestava e pegava emprestado ônibus da Luziense, isso me soa meio ridículo, pois a Luziense sempre teve grandes porcarias em sua frota, sim, mesmo com seus MB 1115 que foram exceção, a frota é formada desde os anos 1980 de vinte por cento de carros novos e o restante oriundos do Rio de janeiro, e hoje se por milagre tem mais carros novos é um milagre. A Luziense teve os famosos “Batomuche” quatro Caio Vitória que vieram do Rio e que tinham motor MBB OF 1115 com carroceria longa que em retas eram muito bons, mas que ao ver um morro a um quilômetro já começavam a pedir marcha. Para quem conhece a região do São Benedito, o famoso A375 (linha 2240B) não conseguiu subir a Rua São José e voltou, sem freios, acabou matando uma criança de sete anos no meio fio em 1992.

Atendo-nos as linhas 59, a linha 5901 (nova Floresta Santa Lúcia), sempre teve ótimos carros, muito bem conservados, não há registros em foto, mas me lembro de lindos Amélias e de um Thamco Falcão com buzina a ar, o único ônibus que eu vi na RMBH com esse acessório. A 5902 (Concórdia Santo Antônio via Colégio Batista) teve máquinas sem igual também, essa se tem registros de Gabrielas e de um Caio bela Vista. Espero que apreciem.






Especial 1702, Jardim América Pompéia

Hoje essa linha é a 9202, no entanto quando era administrada pela Viação Nova Suiça, era dotada de muitos carros de primeira linha, como Mafersa, MBB OH 1621 Ciferal Cidade e muito mais, essa linha Ja teve Sanremo, Veneza dentre outros, essas fotos relatam o final da decada de 1980 e meados de 1990. nessa postagem estão todas as fotos da linha. destaque para o Ciferal gls Mafersa.

*Esse Thamco Scorpion da foto foi repassado a Coletivos Asa Norte e terminou seus dias na Linha 1114 Citrolândia BH como D250.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Linhas 4901, 5001, 5601 e 5701

Essa é uma mega postagem:

Linha 4901.

Foi uma das grandes nos anos 1990, a Viação São Pedro foi responsável por ela e sempre a manteve com belas máquinas. Tirando as fotos retiradas das câmeras que o Luiz Bareza postou em sua pagina, não há mais fotos, eu tenho a de um belo Caio Amélia MBB OF 1114, mas não sei a procedência. Esse Marcopolo Torino LN foi o único da empresa, não estou certo do prefixo.

Linha 5001,

Essa com certeza foi a menina dos olhos da Torres, sempre lotada de bons veículos, o que tinha de melhor ia pra lá, eu nunca vi um carro nessa linha que não fosse volvo, até os dias de hoje, o que se tem de melhor roda é lá, hoje a linha 5001 é a 8102.




Linha 5601.

Essa linha tem duas fases, uma ela ia do bairro Maria Virginia ao conjunto Bela Vista, depois com o crescimento do bairro Palmares e a inauguração do Minas Shopping ela passou a atender o bairro Palmares, sempre teve grandes máquinas incluindo essas duas abaixo

.





Ela foi da Viação Progresso e depois passou para a Viação Euclásio e hoje é dotada ainda de belos carros, outra linha que são raras as fotos, como no caso da 4901 eu tenho uma foto mas não sei a procedência



Linha 5701.

Essa linha foi responsabilidade da Viação Méier. A versão da 2702 via Avenida Cristiano Machado, a Viação Méier sempre usou nessa empresa a política da transferência de velarias das linha boas, nunca vi um motor traseiro na 5701, o veiculo da foto que está em algumas postagens atrás, foi transferido da linha 3001, o do desenho é um Vitória da 2210 A retirado da linha após a chegada do Urbanus II Mafersa.





terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Serie 48

Nessa serie temos a Viação Boa vista presente em três momentos, não desenhei os tradicional Busscar Urbanus I OF 1315 por que já existe foto dele, a 4801 postei um thamco Scorpion que foi remanejado para a 3503 R no tempo que ela era a dona dessa linha.

Na 4802 eu me lembro desses OH 1621 rasgando a Tamoios balançando, esses caras eram loucos, eles entravam ali de um jeito assustador, mas eram outros tempos.

Na 4803 eu me lembro bem desse carro por que os prefixos são os mesmos dos municipais de Santa Luzia, até me lembro de comentar sobre esse prefixo 6506, que na Expresso Santa Luzia era uma carroça.

Bons tempos.






amanhã 19/01 4901 e 5001

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Serie 47

Essa é uma das postagens que eu mais aguardava, faz dois meses que venho trabalhando em desenhos de Mafersa e já fiz vários, postei um ou outro que foi alterado aqui, mas esse é especial. Antes de falar sobre os carros, falemos das linhas:

A linha 4701 pertenceu a Viação Vera Cruz até as licitações, depois ela perdeu essa linha, dentre outras, como a 7701 e a SC03B, alem disso teve de repartir com outras duas empresas a sua mais antiga linha, a 4701 B passou pra Lux, que encheu com os carros da Belacap e a 4701 C ficou com a Viação São Pedro, essa pegou os carros da 4901 que perdera e colocou eles ali, dentre esses carros um Torino LN MBB, e o Caio Vitória desenhado abaixo.

A 4702 sempre foi dotada de grandes máquinas, houve uma época que eram maioria os Busscar Urbanus I, esses foram substituídos por outros Busscar, mas entraram ai , Comil, um Urbanus II e Monoblocos com o Chassi Mafersa, o 2661 combinava os dois modelos, o duas e o três portas, pois tinha três portas e a frente de um veiculo de duas portas, é só comparar as fotos.






domingo, 16 de janeiro de 2011

4001 e serie 45

Nessa postagem vou mostra lhes uma das minhas linhas favoritas, a 4001 ja teve de tudo, e se torna ate difícil desenhar ônibus pra essa linha, tenho algumas fotos da garagem que são demais, o perfil da linha vai desde Gabrielas e Amelias, passa por Thamco, Condor e Nielson e culmina em Comil, Ciferal e Mafersa, ainda teve me sua frota numa época mais recente Marcopolo Torino G6.

Já a 4501 e 4502 são linhas mais conhecidas, a 4501 já teve vários veículos singulares, a Viação Carneirinhos tinha belos Veneza I e II, mas teve Caio Amélia e outros, ao passar pela licitação de 1998 teve Torino G3 e GV Volvo B7R, e pelas mãos da Globo, Ciferal Rio, Mafersa, e GV OH 1621, e hoje infestada de cabritas não é sombra do que foi um dia, vale citar que a Globo , que é a dona da linha atualmente colocou Mascarellos e outras cabritas de má qualidade na linha, mas foi responsável por belas fotos como a do Caio Apache 6020 com a pintura Probus, um dos carros mais lindos que eu já vi.

Sobre a linha 4502 só tenho a informação da empresa e do numero, mais nenhuma, espero que gostem e boa semana.




"Postagens retificadas: Serie 23 e Serie 10. confira."

sábado, 15 de janeiro de 2011

Serie 38

Nessa serie temos grandes máquinas que embelezaram nossa cidade por muito tempo, a serie 38 é composta por duas empresas, a Viação Metropolitana, que pertenceu, ou pertence ainda ao mesmo grupo da Viação Getulio Vargas e a Viação Santa Inês, do grupo Serra Verde.

As únicas linhas dessa serie que perduraram foi a 3801 e a 3803, a 3801 hoje é a 9405 e a 3803 foi estripada, perdemos as Scanias e os veículos lindos da Metropolitana, acredito que is últimos alpha Scania estão saído ou já saíram de circulação da linha SC02, essa scania que desenhei na 3803 foi remanejada para a Viação Serra Verde e depois de rodar na 2255 e na 2207 foi pra 62 e acabou seus dias como carro reserva.

Espero que gostem.





Serie 37

Nessa postagem vou começar com um clássico da coletivos São Lucas. Quem não se lembra das máquinas da 3701 que cortavam o centro de BH, a avenida Paraná a toda, das duas fotos que existem vemos o primor da empresa em conservar seus carros, temos dois Caio, um Gabriela e um Vitória, que dá pra notar extremamente conservados,. Mas a 3701 começou com um clássico mais antigo, um Metropolitano Ipanema.

Já a 3702 também é nossa conhecida, uma linha da Viação Méier que sempre impressionava pelas suas máquinas limpas e bem conservadas, o que me deixou mais saudade esse ai, um thamco Falcão, os melhores eu vi na Méier.




Bom fim de semana.


Vejam também as postagens retificadas, todos os comentários estão sendo lidos, então continue a nos ajudar a guardar em desenho a historia dos ônibus de BH.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Serie 35

Nessa serie temos dois clássicos representados, o 7051 da 3501 A terminou seus dias na 9030, foi ao lado da 9429 da 5502 uma das melhores scanias da Viação Serra Verde, depois o Thamco Águia da 3503 A sendo esse ainda visto com a pintura original (e bem desbotada) aqui em Fabriciano, o prefixo nbão confere, pois nas vezes que eu o vi ainda não pude identifica lo.

Nessa seção ainda temos o 3503 B, uma linha que eu não sei que rumo tomou, mas eu sempre a via abarrotada de gente a tarde na Rua Caetés, uma pena ter acabado.








quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Serie 30

Nos anos 1990, mais precisamente em 1991, minha mãe trabalhava em um restaurante na Avenida Pedro II, o Restaurante Comer, Nessa época eu ia algumas vezes com ela sempre nas épocas de consultas e ficava algumas horas lá esperando ela sair. Eu ficava tentando enxergar os ônibus, mas era difícil, ainda mais por sempre ir lá com o olho lotado de colírio.

Depois minha mãe não trocou de patroa mas trocou de serviço, deixou a cozinha do restaurante e começou a trabalhar na casa da Dona Célia, no Alto Caiçara, numa daquelas ruas dos contos de fadas. Então lá a gente pegava o 3001 C, um dia eu vi um motorista com dez anos de casa comentar sobre os carros, e a ordem foi exatamente essa, dos postados abaixo, não sei os prefixos.

Nessa postagem eu quero ilustrar as fases correspondentes de cada linha, vale citar que a Real sempre optou por motor traseiro em sua frota, teve Veneza, Gabriela e até mesmo um G3, Alphas, urbanus II, etc.

Espero que gostem.












quem não se lembra de um ônibus da infância....












conte sobre o seu aqui.